Secretaria explica que não houve reajuste da tarifa de Iluminação Pública em Codó

Veja a tabela de iluminação pública de Codó
Veja a tabela de iluminação pública de Codó

Na parte do bairro São Sebastião que visitamos para desenvolvermos esta reportagem, encontramos postes sem lâmpadas, luminárias danificadas  e na rua do lavrador Vicente Ferreira, a Manoel Januário, quem tenta fugir da escuridão com lâmpadas na porta de casa também tem problemas com os ladrões.

 “Se a gente bota nas portas  o peão rouba, é o jeito ficar no escuro mesmo”, afirmou

No mesmo bairro, dona Maria Francisca Ferreira,  sofreu consequências maiores. Ela revelou que foi assaltada na porta de casa quando chegava à noite.  “Eu cheguei bem aqui 12 e pouco da noite e o ladrão botou  a faca bem aqui pra me matar…POR CAUSA DA ESCURIDÃO? Por causa da escuridão”, contou a lavradora

 O SOBE E DESCE DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA

Reclamação ainda mais frequente, no momento,  vem despertando uma variação do valor da tarifa cobrada por esta iluminação pública que, por muitos, está sendo considerada como um reajuste sem aviso.

 O comerciante, Raimundo Delgado da Silva, nos mostrou contas para provar que a iluminação pública dele saiu de R$ 9,04 para R$ 14,21. Não entende o motivo e acha injusto.

 “Isso aí não é justo  porque se eu tô pagando uma coisa eu tenho que ter uma explicação porque tô pagando, por que o aumento, o que aconteceu, mas eles não tem explicação pra gente, isso aí deixa a gente triste por isso”, reclamou indignado porque na porta do comércio dele tem uma lâmpada colocada por ele. A noite ela aumenta o consumo que tem que pagar mais caro no fim de cada mês.

 EXPLICAÇÃO DA PREFEITURA

Nós estivemos  na Secretaria Municipal de Serviços Públicos, que cuida da Iluminação Pública aqui em Codó. Lá nos foi explicado que a variação do valor da tarifa segue uma tabela criada por Lei Municipal ( Nº 1.535/10), na Câmara de Vereadores, ainda no ano de 2010. Diferente do que pensa a maioria dos consumidores, não é um percentual calculado em cima do valor conta do mês. A tabela tem faixas de consumo e o valor só aumenta ou diminui quando o consumidor troca de faixa.

Antonio Carrias, assessor da Secretaria que nos atendeu, afirmou que não houve reajuste da tarifa como denúncias foram feitas no programa Cidade Notícias, do jornalista Alberto Barros. A explicação está na própria tabela.

Quem consome entre  zero e 100 KW/hora/ mês  paga  R$ 4,16 de iluminação pública. Se o mesmo consumidor, no mês seguinte, consumir entre 101 e 140 Kw, muda  de faixa e pagará R$ 8,73.  

  • Entre 141 e 220 KWH/Mês paga R$ 15,24
  • Entre 221 e 320 KWH paga R$ 24,94
  • Entre 361 e 500 KWH paga R$ 34, 63

Assim a variação progressiva segue até R$ 346,33  – a tarifa mais cara na classe  residencial que consome entre 4.001 e 5.001 KWH. Mudou de faixa aumentando o consumo a tarifa aumenta, da mesma forma que diminui quando o cidadão troca para uma faixa de menor consumo mensal.

OPINIÃO DO POVO

Mesmo explicando mais detalhadamente para consumidores como dona  Francisca Ferreira,  que já foi assaltada na escuridão e está com luminária danificada na frente de casa atualmente é difícil ouvir elogios à tabela – na cabeça das pessoas ela  não é justa.

 “Eu não acho não porque os que tem condição de pagar, tudo bem, num merece também não, e os que não têm condição de pagar? (…) a conta da energia vem todo dia e se não pagar vai cortada, aí fica no escuro”, criticou

 No momento em que estivemos na Secretaria de Serviços Públicos o secretário, Manoel das Graças Ximenes, havia saído a serviço o que nos deixou impossibilitados de ouvi-lo sobre a deficiência registrada nas ruas por onde passamos (lâmpada quebrada, luminárias) .  

3 comentários sobre “Secretaria explica que não houve reajuste da tarifa de Iluminação Pública em Codó”

  1. Fui um dos maiores responsáveis pela aprovação atual contribuição para a iluminação publica como vereador, talvez um dos mais profundos conhecedores do assunto.

    Tivemos atuação decisiva junto a Ministério Publico Estadual que na época questionou a lei, naquela ocasião como político e consumidor e agora atuando apenas como consumidor continuo tendo a certeza que a CIP de Codó é uma das mais justas.

    Gostaria muito de esclarecer o assunto, colocando-me a sua disposição numa entrevista no seu blog, espero poder contribuir com a população para entender o processo e cobrar com coerência junto a PMC conhecendo o assunto, Contribuição Iluminação Publica.

  2. Com esta Taxa Codó Ficou mais Iluminada,há Falhas de Ponto de LUZ,Como as que Queima,ou as que o Vandalismo Quebram,as que tem que haver Mudanças de Luminárias,mais em Muitos Pontos a Iluminação esta Melhor que Antes,de Outros Governos Municipais em Codó.

Deixe uma resposta