Secretário Pauly Maran rebate críticas e mostra que Codó tem projetos para receber R$ 125.032.187,94

Irritado com o posicionamento recente da senhora Lyara Apostólico, que esteve em Codó a convite de Marcelo Senzala, da Associação de Candomblé e Umbanda de Codó, capacitando pessoas sobre como elaborar um projeto para captar recursos no Governo Federal, o secretário de Planejamento do governo Cuidando de Nossa Gente, Pauly Maran, emitiu nota ao blog falando sobre o assunto. Leia abaixo:

Assunto: CAPTAÇÃO DE RECURSOS JUNTO AO GOVERNO FEDERAL

Pauly e Zito
Pauly e Zito

Caro Acélio,

Cumprimentando Vossa senhoria, sirvo-me deste para prestar-lhe informações sobre o planejamento do nosso município, no que concerne à captação de recursos federais, para a realização de ações nas diversas esferas da administração municipal, em razão de comentários maledicentes e levianos proferidos por uma suposta representante de ministério, que na verdade não o é, prova disso é que o nome do suposto ministério não foi mencionado.

Na verdade a Senhora Lyara representa a empresa de consultoria chamada “Roda de Projetos” e que estava aqui, patrocinada por alguém, no evento citado na matéria: “LAMENTÁVEL: Representante de ministério revela que Codó pouco elabora projetos em busca de recursos”, blogdoacelio.com.br em 29/05/2013, para capacitar ou estimular entidades a buscarem recursos para suas atividades e ao tentar vender os seus serviços para a secretária da juventude disparou tais comentários, sem sequer conhecer o município de Codó, tentou vender facilidades que ela de fato não tem como garantir, pois se é verdade que existem recursos disponíveis nos ministérios para as finalidades a que ela se referiu, também é verdade que os mesmos, a maioria das vezes estão destinados aos municípios com até cinquenta mil habitantes, ela não sabe, mas nós sabemos que a população de Codó é mais que o dobro do estabelecido como critério prioritário.

Diante do exposto, para vossa informação e daqueles que sobrevivem de fazerem apologias a todo e qualquer infortúnio para a nossa cidade, passo a informar alguns números bem interessantes em relação aos projetos que temos cadastrados até o momento no SICONV, que é o sistema de convênios do governo federal:

  1.         I.            Ministério da Saúde                         R$  29.656.918,87
  2.       II.            Ministério da Educação                   R$    4.425.095,00
  3.     III.            Ministério da Cultura                       R$       886.000,00
  4.     IV.            Ministério das Cidades                    R$  15.097.599,40
  5.       V.            Ministério da Integ. Nacional        R$  29.244.550,00
  6.     VI.            Ministério do Turismo                     R$  28.077.800,00
  7.   VII.            Ministério do Esporte                      R$  13.378.723,00
  8. Ministério do Des. Agrário              R$    3.620.501,67
  9.     IX.            Min. Do Des. Social e C. Fome        R$       645.000,00

                                                  TOTAL              R$ 125.032.187,94

Os valores por ministério referem-se a diversos projetos solicitados naquele ministério. Destaque-se que são valores expressivos e no rol apresentado constam apenas 09 (nove) ministérios, mas temos pleitos até no ministério da pesca, que não consta da relação apresentada, contudo, há que se considerar que tais projetos para serem cadastrados devem atender a critérios.

O que certamente a senhora Lyara Apostólico não sabe é que existem 5.570 municípios no Brasil, dos quais 71% têm até 20.000 habitantes, segundo o IBGE e que os recursos aos quais se referira destinam-se a estes municípios por serem os mais necessitados, razão pela qual o governo federal destina aquele tipo de recurso a que fizera referência a Senhora Lyara. Ademais, do total  encaminhado ao SICONV raramente conseguimos liberar e conveniar 10% do total pleiteado, ou seja, não existem tais facilidades que a vendedora de ideias propagou.

Para finalizar, confesso-me decepcionado com essas pessoas que se dizem profissionais e mostram-se incapazes de exercerem seus ofícios sem que para isso tenham que tentar desqualificar o trabalho de outrem. Como codoense que tem trabalhado de maneira respeitosa e dedicada nos últimos cinco anos para contribuir com o desenvolvimento da nossa cidade e melhoria da qualidade de vida do nosso povo, recuso-me a aceitar que um(a) qualquer venha a Codó, ganhando dinheiro de algum codoense e de maneira leviana e desrespeitosa tente desqualificar, não o meu trabalho especificamente, mas o trabalho de uma equipe, já que do processo de captação de recursos participam o prefeito, secretários, técnicos e os parlamentares que destinam recursos das emendas parlamentares para o nosso município.

                                            Respeitosamente, e ao vosso dispor,

Pauly Maran Oliveira Barbosa Soares

Secretário Municipal de Planejamento e projetos Especiais

8 comentários sobre “Secretário Pauly Maran rebate críticas e mostra que Codó tem projetos para receber R$ 125.032.187,94”

  1. TEM QUE ENGOLI SEM RECLAMAR.

    O “POVO” QUERIA ISSO, POIS AGORA ENGOLE SEM RECLAMAR.
    EU ACHO É BOM…. QUE ELES FIQUEM RINDO DA CARA DESSE “POVO” BESTA E BURRO.

    KKKKKK

  2. Bom dia caros leitores, logo após a saída da técnica e que o secretario caracol, se pronuncia sinceramente que tu pensa que estar a enganar quem. isto faz do Governo enganando a nossa gente.

    1. As informações são para os cidadãos e cidadãs codoenses que estão vendo e usufruindo das obras e ações do governo, tais como as creches, escolas, postos de saúde, reforma do HGM, as obras de infraestrutura no Codó Novo, a aquisição de máquinas e equipamentos, as casas que estão em fase de entrega na Trizidela e as do Bairro São Pedro que logo estarão prontas e etc.Só que cidadão tem NOME, PERSONALIDADE E EDUCAÇÃO, que não é o seu caso, pois se fosse eu te convidaria para mostrar os cadastros no SICONV e as datas do cadastramento.Ademais, o que posso te dizer é que tenho a consciência de que muito tem por fazer, mas no que já tem sido feito tenho me dedicado para contribuir da melhor forma possível, quanto a ti, tens pelo menos consciência? Tu sabes ao menos a quem está servindo quando destilas teu veneno?

  3. GENTE A COISA PIOR DO MUNDO É QUERER FALAR DAQUILO QUE NÃO SE SABE NEM ENTENDE,POR ISSO A ILUSTRE REPRESENTANTE DO MINISTÉRIO(SE REALMENTE FOR)DEVERIA SE INFORMAR ANTES DE LEVAR INFORMAÇÕES DESTORCIDAS PARA A POPULAÇÃO,POIS GRAÇAS A DEUS HOJE VIVEMOS NA ERA DA INFORMAÇÃO E TODOS TEM ACESSO A ELAS,NÃO ADIANTA DISTORCE-LAS,NOSSA HOJE VIVE TEMPOS JAMAIS VIVIDOS EM TERMOS DE DESENVOLVIMENTOS EM TODOS OS ASPECTOS,E SE DEVE A NOSSA ADMINISTRAÇÃO,CIDADE MAL ADMINISTRADA NÃO VIVE O QUE CODO VIVE HOJE,SE VER ISSO NAS CONSTRUÇÕES,NAS LOJAS QUE SE INSTALAM AQUI,NOS CRÉDITOS QUE OS SERVIDORES TEM ADVINDO DOS PAGAMENTOS EM DIA,ENTÃO GENTE ISSO É PROGRESSO,ISSO SÃO PROJETOS ELABORADOS E APROVADOS,PELO AMOR DE DEUS MINHA GENTE NÃO VAMOS TORCER PRA TUDO DAR ERRADO SÓ PRA DENIGRI A ADMINISTRAÇÃO,PORQUE ISSO É BURRICE,VAMOS TORCER PELO PROGRESSO PELA QUALIDADE DE VIDA DE NOSSO POVO QUE JÁ VEM ACONTECENDO A QUASE 4 ANOS.
    UM ABRAÇO.

  4. PARA O SECRETÁRIO VIR A PUBLICO SE JUSTIFICAR JÁ CONSTA ALGUMA COISA ERRADA. DEPOIS pAULY O QUE SE CONTESTA É QUE, COM ESSE DINHEIRO CODO PODERIA ESTÁ MUITO MELHOR, MAIS LIMPA, SEM BURACOS, RUAS ASFALTADAS, ENTENDEU, CALMA. A GENTE PERCEBE QUE TODO ESSE DINHEIRÃO NÃO SÃO GASTO TOTALMENTE COMO DEVERIA SER, QUE O PREFEITO GASTASSE 80% EM OBRAS SOCIAIS E OUTRAS COISAS PRA CIDADE, MAS NÃO FAZ. ENTÃO O POVO DEDUZ QUE UMA GRANDE PARTE DESTA GRANA VAZA…..NÃO SEI POR ONDE. SÓ ISSO. VC É UM CARA INTELIGENTE E SABE DO QUE EU ESTOU FALANDO. ABRAÇÃO.

    1. Caríssimo Alem, talvez no Além as criaturas não tenham a capacidade de entender o que lêm, por isso devo esclarecer-lhe que no texto comentado em nenhum momento falei que os recursos estavam liberados e sim de que os valores ali referidos tratam-se de projetos para a CAPTAÇÃO DE RECURSOS JUNTO AO GOVERNO FEDERAL, com o fito de mostrar que as palavras daquela senhora não refletiam a verdade e mais, alertei aos leitores que, dos valores pleiteados raramente conseguimos aprovar e conveniar 10%. Vale esclarecer também meu caro ALEM que, no Alem não sei o significado, mas aqui na minha querida Codó, JUSTIFICAR e ESCLARECER têm significados completamente diferentes, razão pela qual dou-lhe uma dica gratuitamente, acesse o googlealem ou o aurélioalem e você vai descobrir que o secretário não veio a público se justificar, pois não há razões para tal e sim revelar a verdade em face de mais uma tentativa de denegrir um trabalho que com muitas dificuldades que certamente o Alem desconhece tentamos realizar.PAZ PARA O ALEM!

Deixe um comentário