Sem preventiva decretada suspeitos de terem matado ‘MARCELO da delegacia’ só passarão 30 dias na cadeia

Antonio Salazar Salazar, conhecido como Marcelo, de 49 anos, era auxiliar administrativo da delegacia regional de Codó. Foi assassinado dentro de casa, no bairro São Francisco, conjunto Cohab Vereda,  no dia 14 de setembro de 2014, desde então o crime tornou-se um grande mistério.

Foto de BABENA divulgada pela polícia
Foto de BABENA divulgada pela polícia

À época um rapaz com quem Marcelo se relacionava amorosamente chegou a ser detido, mas logo foi inocentado e solto. Só agora, 2 anos depois, um jovem que fora preso por um outro crime acabou confessando ser um dos executores do assassinato do ex-funcionário aqui da delegacia.

Quem confessou, inclusive em conversa espontânea gravada pela Polícia Civil, foi Francisco das Chagas Farias de Sousa, de 29 anos. Babena, como é chamado, também revelou o nome de seu comparsa, à quem acusou de ser o autor das mais de 10 facadas que mataram a vítima.

“Ele disse que ingressou na residência, que o comparsa pretendia roubar os objetos, de imediato, após entrar na residência haja visto que eles eram conhecidos da vítima. O comparsa do réu confesso, com uma faca, começou  a agredir e mandou que Francisco segurasse a vítima, então o indivíduo que confessou diz ter segurado a vítima enquanto o outro efetuou os golpes”, explicou delegado regional Zilmar Santana

Foto de Marcelo foi lembrada em desfile pela PAZ
Foto de Marcelo foi lembrada em desfile pela PAZ recentemente em Codó

SÓ 30 DIAS

Eles levaram um aparelho de som e o celular de Marcelo que foram vendidos por R$ 100,00. Os dois estão presos temporariamente por 30 dias, mas o delegado regional já trabalha no sentido de pedir a prisão preventiva deles.

Ocorre que a preventiva ainda não saiu e os suspeitos terão que ser liberados logo, logo.

“A gente pretende concluir a investigação o mais breve possível  para reunir elementos que façam com que eles sejam presos preventivamente para que, em uma prisão preventiva, eles permaneçam presos com o objetivo de responder ao processo custodiados que não venham atrapalhar as investigações ou mesmo evadir-se do distrito da culpa”, disse

Um comentário sobre “Sem preventiva decretada suspeitos de terem matado ‘MARCELO da delegacia’ só passarão 30 dias na cadeia”

Deixe um comentário