SOFRIMENTO: Falta de reforma em estrada isola lavradores da região de Barracão e Sentada

Achei esta matéria interessante por, entre outros motivos, tratar-se de uma comunidade que conheço. Na verdade, Acélio Trindade nasceu um povoado depois – na linha do espaço após Livramento (foco da matéria), vem Eira e na sequência, meu velho São Benedito (povoado Natal), secularmente sofrido. Abaixo, a íntegra do texto de Francisco Oliveira.

Só de moto, e desse jeito

Quando o tempo está bom para trafegar até dá para aumentar a velocidade em alguns trechos das rodovias do interior do município de Codó, mas na hora em que a chuva chega, não tem jeito – é preciso muita cautela. Na região do Barracão, as estradas vicinais estão entre os problemas que mais preocupam os moradores.

A chuva forte aumenta os problemas nas rodovias administradas pela prefeitura. A estrada que dá acesso à comunidade Livramento está entre as vias que mais necessitam de reparos do poder público.

Segundo os moradores o sofrimento já vem de muitos anos. O blog ouviu uma trabalhadora rural que havia saído de casa na manhã de quinta-feira (22) viajando num carro pau-de-arara até a cidade para fazer compras, na volta encontrou complicações ainda maiores na estrada. Ela disse que iria dormir na casa de amigos. Chegar em casa só hoje, sexta-feira (23) por causa dos problemas na estrada.

Para passar por uma das rodovias mais importantes do município, os moradores precisam ajudar uns aos outros

Na estrada de acesso a região da Sentada encontramos um grupo de moradores que pretendia concluir o trajeto ainda em dia claro, mas teve uma surpresa no caminho. A água da chuva da noite anterior arrastou a piçarra que cobria dois bueiros.

Até pedestre sofre

A população já nem reclama mais de tanto sofrimento que parece não ter fim. Mas os moradores não estão acostumados não, a situação se arrasta a tanto tempo, que o estágio já é de lamentação.

Enquanto gravávamos a reportagem no local onde a estrada está cortada os agricultores diziam filma essa vergonha e mostra na televisão. Este conseguiu travessar de um lado para o outro, mas disse que não sabe para quem cobrar solução.

Abandonados, é assim que os moradores da zona rural estão se sentindo diante da falta de investimentos do governo. Um agricultor nos revelou que teve dificuldades para trocar de carro – ele tentava chegar em casa com as compras da semana santa e com eletrodomésticos, entre eles uma geladeira que o agricultor nem sabe se logo terá de retornar a cidade para conserto. Para eles a rotina às vezes tem alteração e nunca é favorável.

Agora à tarde, o Correio recebeu a informação, de que no final da manhã de hoje, os moradores se juntaram e improvisaram a passagem. Colocaram barro e pedra em cima dos bueiros para poderem passar com mais facilidade.

No local existem duas bueiras, mas na época de chuva a estrada não suporta a pressão da água, como a vazão é muito forte, a estrada sempre fica cortada. Os moradores e motoristas que trafegam pela região, entendem que a solução seria construção de uma ponte no local.

Deixe uma resposta