Suplentes do Minha Casa, Minha Vida estão abandonados em Codó

Uma senhora moradora da rua Santa Luzia, bairro Codó Novo, cujo nome preservaremos aqui, reclamou à nossa redação da falta de zelo da administração pública municipal (que fica com a fama do programa Minha Casa, Minha Vida) e da administração do banco responsável pelo programa no bairro Trizidela onde ela se inscreveu, foi sorteada e ficou na suplência.

Há um descaso com os suplentes. Apesar de haver diversas casas desocupadas, alugadas e até vendidas o que é terminantemente proibido (isso é público e notório), não há nenhuma ação de fiscalização para que os suplentes tenham seu direito efetivado.

Enquanto isso, quem precisa vive em situação desgraçante.

A denunciante por exemplo, vive numa pequena casa do Codó Novo com 13 pessoas. Só no quarto dele, dormem 6 pessoas e ela relata que nem móveis, cama podem ser adicionados ao ambiente apertado e sufocante.

“Eu tava na suplência na Trizidela e até hoje nunca consegui uma casa, durmo com meus filhos num quarto apertado porque é muita gente, lá na minha casa são três famílias, lá na casa tem 13 pessoas aí não dá pra botar uma coisa na sala porque meu avô é já idoso, não tem nem como andar no meio da casa, se botar uma cama no meio como é que vai ficar?, o idoso precisa de uma ambulância uma coisa, como é que vai ficar?”, indagou

Ela tem a esperança que uma fiscalização seja feita pelos órgãos competentes, inclusive pelo Ministério Público Federal para que os suplentes tenham seus direitos garantidos uma vez que não são poucos os casos de violação das regras do programa em Codó.

“Eu tô tentando conseguir uma casa pra pelo menos dá espaço pra min ha irmã porque é eu e os meus filhos, três, agora são três filhos, dormem comigo na cama, aí a minha irmã e meu sobrinho, no mesmo quarto dormem 5 pessoas, cinco não 6 porque eu tenho três filhos, tem a minha irmã e o filho dela”

“A minha irmã já se inscreveu nunca ganhou nada”, concluiu

2 comentários sobre “Suplentes do Minha Casa, Minha Vida estão abandonados em Codó”

  1. Caro amigo
    acelio

    Olha estes programas sociais em codo nada mais é do que fontes de agariação de votos em eleições passadas e futuras, se o amigo fizer uma investigação jornalística encontrarás , casas com o mesmo dono em todos os 3 residenciais já feitos em codo,PLACAS DE VENDA e casas ainda fechadas desde o primeiro entregue de forma suposta através de sorteios. Mas codo nada funciona, as autoridades (judiciário e legislativo) estão com olhos vendados para este caso, porque não fazem uma auditoria transparente desde o primeiro residencial até o último entregue no ano passado.???? Só tá faltando o fantástico denunciar mas um ato ilícito em nossa querida codo.

  2. ACÉLIO.O CORRETO MESMO É QUE DEVERIA OCORRER UMA INVESTIGAÇÃO SÉRIA DA CORREGEDORIA GERAL DA UNIÃO, DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL E DA POLICIA FEDERAL NESTE ASSUNTO DAS CASAS DO “PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA DOS AMIGOS DO PREFEITO” EM CODO. POIS SE TRATA DE VERBA FEDERAL.
    SÃO CENTENAS DE DENÚNCIAS ENVOLVENDO O …., SEUS ….. E ….. NO QUE SE REFERE A MANIPULAÇÃO DOS SORTEIOS EM 2010, 2012 E 2014.
    NÃO É POSSÍVEL QUE ESSA CÂMARA DE VEREADORES(TODOS ELES)CONTINUE SEMPRE INERTE E NÃO ABRA UMA COMISSÃO PARLAMENTAR DE INQUÉRITO PARA APURAR ESSA “FALTA DE RESPEITO OU MOLECAGEM” QUE ESTÃO FAZENDO COM OS SUPLENTES DO PROGRAMA.

    PESSOAS “SORTEADAS” NOS ANOS DE 2010, 2012 E 2014, VENDENDO E ALUGANDO AS CASAS E DIVERSAS OUTRAS DENÚNCIAS ABSURDAS.
    ISSO É UMA FALTA DE VERGONHA DESSA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL.

Deixe uma resposta