Técnicos do Governo Federal dizem que Codó tem ‘condições favoráveis’ para ter curso de medicina

Dois médicos e professores universitários enviados pelo Ministério da Saúde e da Educação estiveram em Codó na semana passada, mas também percorreram mais 5 municípios que farão parte da regional para efeitos de sustentação de uma rede de saúde que possa servir para aulas práticas do curso de medicina, conforme nos explicou o secretário de saúde Ricardo Torres que os acompanhou, inclusive noutros municípios.

Avaliadores chegando ao HGM na manhã de 11 de junho 2015
Avaliadores chegando ao HGM na manhã de 11 de junho 2015

 “Nós somos Timbiras, Coroatá, Alto Alegre do Maranhão, Presidente Dutra, Peritoró e Codó que é o polo, a cidade-polo e a cidade mais populosa, como Codó foi a cidade pré-selecionada para receber o curso nós temos a análise de toda essa região, todos os hospitais da região para que esse seja todo um campo de atuação dos alunos”, explicou

Esta é a primeira etapa de aprovação do município de Codó que foi pré-selecionado este ano para ser sede de um curso de medicina, assim como Santa Inês e Chapadinha.

CODÓ BEM AVALIADO

Aqui os avaliadores visitaram e entrevistaram  equipes de programas da Atenção Básica, postos de atendimento, como o CAPS, e ao Hospital Geral Municipal. Fizeram isso depois que  recebem toda uma documentação.

Nós ouvimos sobre isso o avaliador João Cavalcante que elogiou a postura das autoridades codoenses.

 “Respondeu muito bem a gente já tem uma gama de documentos que mostram o funcionamento da rede de saúde de Codó, tanta a rede de atenção básica, ambulatorial, especializada, o hospital e o pronto atendimento, além de outros municípios próximos que podem contribuir com sua rede de saúde pra formação desse profissional, a grande diferença desse processo que nós estamos vivendo agora é que esse profissional tem que ser formado dentro da rede real do município, compreender seus desafios, compreender suas dificuldades”, disse

Depois de passarem por todos os municípios da regional os técnicos vão elaborar um relatório  ainda este mês, mas só em  agosto saberemos se houve ou não aprovação de Codó em razão de que os dois ministérios é que farão esta análise final.

Perguntamos ao avaliador Alexandre Melo quais estavam sendo suas primeiras impressões a respeito do que estava vendo, no que respondeu.

 “Hoje a gente visitou aqui a rede de saúde mental e a conversa foi também bem interessante, até o momento, acho que as condições que o município tem apresentado pra gente são condições muito favoráveis”, afirmou

PRÓXIMA ETAPA

Caso o relatório deles seja positivo e os ministérios também o aprovem, a próxima etapa será a de seleção da faculdade que será responsável pelo curso em Codó, algo que muita gente está torcendo que dê, realmente, certo.

Entrevistando profissionais do 'MELHOR EM CASA"
Entrevistando profissionais do ‘MELHOR EM CASA”

 “Os Estados maiores, principalmente, seus interiores ficam muitos carentes e com essa perspectiva (…) eu acredito que através dessa verificação in loco  o município pode vir a ser contemplado”, disse o médico psiquiatra Carlos Alberto Soares que recepcionou os avaliadores na unidade do CAPS/Codó

Um comentário sobre “Técnicos do Governo Federal dizem que Codó tem ‘condições favoráveis’ para ter curso de medicina”

  1. Tem que dá Certo se Deus Quiser Codó é uma Terra Abençoada e de Todos Nós Vamos Juntos com essa Torcida pela Implantação do Curso de Medicina, e outros que virão a ser Implantados por uma Faculdade a ser Credenciada pelo MEC,Codó no Rumo Certo da Nossa Gente.

Deixe uma resposta