TIMBIRAS – Secretaria de Agricultura revitaliza projeto para lavradores de Sardinha

Reativado
Reativado

A Secretaria Municipal de Agricultura de Timbiras, por meio do secretario Francisco Almir, está reativando o projeto Mandala da comunidade Sardinha, no bairro Horta, que trabalha com o cultivo de quiabo, pepino, cuxá, feijão, cebolinha, coentro, alface, Couve, pimentinha e criação de peixe.

  São dois hectares de terra e o projeto funcionava de forma coletiva na gestão passada, isso desde a execução das tarefas que iam do plantio até a colheita e venda dos produtos, todo o lucro da venda era dividido em partes iguais entre os participantes, que tinham o apoio financeiro e técnico  da agência estadual de pesquisa agropecuária e extensão rural – AGERP, os beneficiados entravam apenas com a mão de obra.

“Quando assumimos a secretaria de agricultura encontramos o projeto parado, conversamos com a comunidade e reativamos o local.

Agora eles estão trabalhando de forma individual, o município está dando total apoio através dos nossos técnicos e garantia na compra da produção e continuamos trabalhando em parceria com a AGERP”,  disse o secretario Francisco Almir.

Agricultura em Timbiras
Agricultura em Timbiras

Apesar da garantia dada a Secretaria de Agricultura de aproveitar os dois hectares já preparados para o plantio e criação dos peixes, apenas cinqüenta por cento da área está sendo utilizada pela comunidade.

“Quem apostou acredita ter feito a coisa certa, é o caso de Raimundo  Fernandes de sessenta e três anos e  Antonio Gomes de cinqüenta e sete, os dois dizem  que estão fazendo o que mais gostam, que é trabalhar com a terra, aqui a gente não fica parado movimenta o corpo, alimenta a família  e ainda vamos ganhar um bom dinheiro”, disse o senhor Raimundo Fernandes.

ASCOM/Timbiras

2 comentários sobre “TIMBIRAS – Secretaria de Agricultura revitaliza projeto para lavradores de Sardinha”

  1. e porque abandonaram os agricultores do povoado alegria, porqe nao apoiam o projeto de horticultura que eles desenvolvem…mesmo sem o apoio do tal fabricio

Deixe um comentário