Timbirense suspeito de matar mulher em Guariba será transferido para São Paulo

Antonio José do Nascimento Mourão

Antonio José do Nascimento Mourão, de 26 anos, foi preso no povoado Campestre, zona rural de Timbiras, onde trabalhava como lavrador na roça dos pais desde que fugiu de São Paulo após a morte de sua companheira.

O delegado, Zilmar Santana, explicou que ao saber de sua localização por meio de denúncia anônima pediu o auxílio da Polícia Militar e foi cumprir mandado de prisão expedido pela Justiça paulista.

“Ocasião também que foi nos informado que este indivíduo estava no povoado Campestre, Zona rural de Timbiras, então nós deslocamos lá, juntamente com a Polícia Militar que cooperou com a realização da prisão e nós efetuamos a prisão do indivíduo no interior de sua residência onde ele encontrava-se escondido junto com os parentes”, disse

HISTÓRIA DO CRIME

O crime ocorreu há 7 meses na cidade de Guariba, interior de São Paulo. Após uma discussão motivada por ciúmes o casal timbirense, que cortava cana fora do Estado, acabou separado pela morte. Oscilane, como era chamada, foi esfaqueada no pescoço e não resistiu aos ferimentos. Após isso, o principal suspeito voltou e passou a viver escondido na zona rural de Timbiras.

Zilmar Santana vai providenciar agora a transferência de Antonio para a cidade de São Paulo onde será julgado pela Justiça.

“Por enquanto ele permanece custodiado na sede da quarta delegacia regional para ser posteriormente recambiado para a Comarca de origem, cidade de São Paulo, cidade de Guariba, nós vamos comunicar a prisão dele ao juiz competente para que ele então possa solicitar a transferência”

Deixe um comentário