Timbirenses reclamam da morte do hospital municipal Victoriano Abdala

Há muito tempo o hospital municipal de Timbiras vinha enfrentando dificuldades. Quando o Estado inaugurou outro sob sua responsabilidade, a prefeitura, então, relaxou de vez e agora quem passa no centro da cidade se depara com portas do Victoriano  Abdalla  – fechadas com cimento e tijolos.

Video – Hospital Municipal de Timbiras Victoriano Abdala de portas lacradas com tijolos e cimento

Posted by Acélio Trindade on Sábado, 28 de março de 2015

 “Se tivesse administração que botasse, ajeitasse ele, botasse pra funcionar, mas do jeito que eu tô vendo, cada dia mais faz é piorar…TÁ DESAPARECENDO? Tá desaparecendo”, respondeu Miguel Trindade de Sousa, aposentado timbirense

Os cidadãos já sentem os efeitos do fechamento.

Tuana Reis nos disse que saiu às 4h da manhã para tentar marcar um exame no hospital do Estado, conseguiu, mas só se liberou depois das 10h da manhã, o  que não ocorreria se o municipal estivesse funcionando, pelo menos a hora de chegada seria por volta das 6h da manhã.

 “Fui 4h da manhã e agora que eu tô vindo…FOI FAZER LÁ O QUÊ? Fui marcar uma ultrassom”, esclareceu a jovem dona de casa

POPULAÇÃO vs SERVIÇOS DE SAÚDE

A população cresceu e a oferta de serviços de saúde diminuiu. Todos estão reclamando em Timbiras, como o lavrador Lorêncio Sampaio de Aguiar

 “E a população e os atendimentos são poucos, que um hospital dá pra 18 mil pessoas numa cidade dessa…SÓ DA CIDADE? Só da cidade ainda tem a zona rural…E SI TIVESSEM DOIS? Era melhor, se tivesse mais de 2 era melhor, porque atendimento da saúde, você sabe, realmente, tá péssimo”, reclamou

Não foi explicado à população o motivo do fechamento.

 “É ruim porque ele aqui é mais perto pra nós e a gente é acostumada (…) é abrir, botar médico, enfermeira, tudo”, pediu a lavradora Maria dos Santos em entrevista à TV Mirante, Jornal do Maranhão

Nós estivemos em dois lugares de possível  funcionamento da secretaria municipal de saúde de Timbiras para ouvirmos a versão oficial do governo a respeito, mas não encontramos o secretário responsável (Marcelo Pires).

Diante dos tijolos que agora impedem qualquer acesso da população ao hospital municipal, segue só a esperança de vê-lo reaberto  e os pedidos de quem precisa de mais atendimento.

“Gostaria que eles fizessem um jeito de ajeitar esse hospital porque isso aqui serve demais, mais perto aqui de todo mundo, agora só ficou aquele acolá e longe e a gente se sente mal quando chegar no hospital ela vai pior ainda, esse aqui é tão pertinho…AGORA FECHOU DE VEZ? Fechou de vez …TÁ TRISTE A SENHORA? Mas ciÔ eu acho que todo mundo fica triste com isso aí”, frisou a lavradora Raimunda Gomes olhando para Victoriano Abdala

PALAVRA DO SECRETÁRIO

Depois de fecharmos a reportagem conseguimos falar com o secretário Marcelo Pires por telefone.

Explicou que mandou fechar as portas porque vândalos estavam entrando e causando prejuízos ao patrimônio do hospital, mas que tem gente, da secretaria, usando a porta dos fundos (onde funcionou o SAMU).

Pires garantiu que o Victoriano Abdala passará por uma reforma, muito em breve, e voltará a funcionar normalmente, mas não há prazo para isso ainda.

Deixe um comentário