TRIZIDELA – Moradores do Residencial Ramille cobram conclusão da obra à construtoras

Era pra ser assim
Era pra ser assim

Os moradores do Residencial Ramile, cuja entrada fica na rua Marcos Rocha, área do antigo Murazão, na Trizidela,  fizeram contato com o blogdoacelio, via email, reclamando de falta de conclusão da obra.

Representando os reclamantes, a professora e bióloga, Emanuelle Magalhães, enviou-nos dados sobre a situação. Segundo ela,  foram construídas 83 casas no Ramille, cada uma custa entre R$ 75 mil à R$ 90.000,00, com financiamento feito pela Caixa Econômica Federal.

Era pra ser desse jeito
Era pra ser desse jeito

As residências foram entregues em março do ano passado, mas as construtoras São Paulo e Raposo Empreendimentos ainda estão devendo a infraestrutura das ruas e a área de lazer que constava da maquete de propaganda do residencial.

De acordo com os moradores, nem o local onde ficava o escritório das construtoras foi deixado limpo.

“As casas entregues em março de 2012 e até hoje a Construtora São Paulo e a Raposo Empreendimentos nunca terminaram as obras de infraestrutura, deixando ruas inacabadas, sem pavimentação asfáltica, sem  área de lazer e nem se quer fez a limpeza da área  onde eles estavam com seu escritório instalado”, disse

“MAIS PARECE FLORESTA”

Lançando um olhar crítico sobre a situação, a moradora escreveu que a entrada do residencial mais parece uma floresta.

“A entrada do Residencial parece mais uma floresta e as ruas são cheias buracos e de poças de lama”, critica a professora

Para mostrar como deveria estar todo o Ramille, na Trizidela, os moradores enviaram fotos da ilustração mostrada pelas construtoras antes de entregar o residencial.

É tudo muito lindo, mas passado um ano de moradia, quem adquiriu os imóveis tem visto as coisas totalmente ao contrário – pouca beleza e muita falta de infraestrutura. Até o momento as construtoras não deram qualquer satisfação sobre a finalização do empreendimento.

10 comentários sobre “TRIZIDELA – Moradores do Residencial Ramille cobram conclusão da obra à construtoras”

  1. pouca vergonha!!!!vai uma dica..pense bem antes de negociar casas com esta construtora.o responsavél por ela veio aqui e prometeu muita coisa,area de lazer asfalto e ate hoje nada….sem contar que as paredes racharam de praticamente todas as casas,venderam uma coisa e depois entregaram outra…ate op final desta semana pretendemos entrar com uma açaõ no ministerio publico, e também fazermos uma manifestação na entrada do condominio..e se for preciso faremos faixas e panfletagem…más queremos oque foi acordado…aguardem…o residencial ramille vai virar manchete!!!!

  2. Só queremos que seja cumprido o que está no contrato, pois aqui ninguém ganhou casas não, pagamos e pagamos muito caro.

  3. Essa construtora é uma …, pois compramos casa cara e não temos aquilo que realmente compramos e estamos pagando. Se alguem souber o novo endereço da imobiliaria me avise, pois mudaram de endereço para não receber as nossas reclamações. Aqui no residencial Levi, as casas racharam as paredes, ou seja, como eles dizem, estão com fissuras, as ruas são malfeitas, o acesso é pessimo e as reclamações não são atendidas.

  4. MORADOR ENGANADO QUERO FAZER PARTE DESSA MANIFESTAÇÃO…PQ TEM Q SER CUMPRIDO O Q NOS PROMETERAM….PQ NÃO É JUSTO PAGAR O Q NÃO TAMOS USUFRUINDO………

  5. vamos nos reunir, todos e vamos com faixas fazer uma grande manifestação, chamar a tv mirante as tvs locais, eles que sabem se não se apressarem para arrumar o Ramille, o dia está chegando… um comucado avisando data e hora será deixado em cada casa, aguardem.. convidaremos também o Levi.

  6. Todo mês pagamos uma parcela que se torna absurda diante da infraestrutura que temos no Ramille. As casas rachadas, ruas esburacadas, calçadas que se quebram facilmente com a água da chuva, pois têm apenas uma fina camada de cimento, fossas de banheiro que abrem uma cratera no chão, entre outros problemas que convivemos todos os dias, fazem com que o sonho da casa própria nos pareça uma obrigação e não prazer, uma vez que assinamos um contrato (aprovado pela Caixa Econômica Federal após verificação do local). Além de tudo, ainda nos inventam agora a venda de lotes no local onde tanto os pais quanto as crianças do Residencial (que não são poucas)sonhavam com o parque e o estacionamento dos carros. Quem tiver interesse na compra dos lotes, por favor, dirijam- se a outro local, pois, estarão comprando um local destinado a outro empreendimento e possivelmente, a sua situação não será das mais confiáveis

Deixe um comentário