TSE: Lobão diz que Roseana não abusou de poder econômico em campanha eleitoral

Edison Lobão

Em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), negou nesta quarta-feira (21) que tenha havido abuso de poder econômico na campanha eleitoral da governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB).

A governadora e seu vice respondem a processo de cassação no TSE, acusados de compra de voto, abuso do poder dos meios de comunicações e uso direto e indireto da estrutura da administração pública em vários locais, como escolas e ambulâncias.

As denúncias foram feitas pelo deputado estadual José Maria da Silva Fontinele (PRTB-MA) e pelo ex-governador do Maranhão José Reinaldo Tavares (PSB).

Segundo o processo, a governadora reeleita teria celebrado 79 convênios com prefeitura do interior do estado na intenção de buscar apoio para a eleição. Os contratos, que totalizaram R$ 400 milhões, supostamente teriam como características “desvio de finalidade, violação ao princípio da moralidade e ilegalidades, às vésperas do período eleitoral”.

Ao G1, a advogada Ezikelly Barros, que defende a governadora, negou as acusações e disse que a defesa vai se pronunciar no momento adequado. Lobão depôs a pedido da defesa da governadora para comprovar a “lisura” dos contratos firmados em seu governo.

O ministro peemedebista, que concorreu ao Senado na chapa de Roseana nas eleições de 2010, disse que “não teve conhecimento” do número de convênios firmados entre o governo e prefeituras municipais nem dos valores envolvidos.

Indagado pela defesa de Roseana, o ministro de Minas e Energia também negou ter presenciado qualquer menção a esses convênios em “comício da campanha eleitoral”.

Lobão afastou ainda as suspeitas apresentadas pela acusação de que o marqueteiro Duda Mendonça teria sido contratado pela campanha de Roseana antes do período eleitoral, o que poderia caracterizar caixa dois.

Segundo Lobão, Mendonça foi contratado pelo Diretório Regional do PMDB para elaborar o planejamento de campanha de todos os candidatos a cargos majoritários. Ele disse ainda ter participado de reuniões com o marqueteiro após o registro das candidaturas.

Anulação
Mas o depoimento do ministro favorável à governadora do Maranhão pode ser invalidado pelos advogados de acusação.

Durante o depoimento, o advogado do ex-governador José Reinaldo Tavares, Rodrigo Ferreira Lago, contestou o fato de Lobão ter sido ouvido antes das testemunhas de acusação, o que, segundo ele, seria motivo para anular a oitiva do ministro.

O advogado evitou falar sobre detalhes da estratégia da defesa, mas minimizou o testemunho de Lobão. “Infelizmente, o ministro pouco pode acrescentar ao processo porque nada sabia dos fatos”, disse.

FONTE: G1

3 comentários sobre “TSE: Lobão diz que Roseana não abusou de poder econômico em campanha eleitoral”

  1. O Lobão esta com toda razão, a Roseana é uma santa, ela nunca fez nada de errado na vida, e o Maranhão é um mundo encantado onde todos vivem felizes.

  2. Ok, sr Lobão. E o que dizer sobre as maracutáias da construção dessas Unidades de Pronto Atendimento – UPAs????

    E por que o STF simplismente ANULOU as provas que a Polícia Federal havia conseguido contra uns esquemas que envolvia o Sarney?

    Vc está apenas lavando a mão de que lhe colocou aí…

    É uma pena que já sabemos que esse proceso de cassação não vai dar em nada mesmo… Não contra os Sarneys…

  3. O pregador da Moral e dos bons costumes, Murilo Salem, aliado de primeira ordem da governadora Roseana Sarney não dá um pio quando o assunto é corrupção no governo estadual, será porque?? Será que ele não reside no estado onde a dita cuja governa ha seculos? Sr Murilo as suas palavras são muita forte em defesa da ética pra quem não lhe conhece, agora pra quem lhe conhece o sr está escrevendo em uma bacia dagua!

Deixe um comentário