TV Mirante denuncia falta de escola para alunos do povoado Corujão

O Jornal do Maranhão, 1ª Edição, exibiu ontem, 26, uma reportagem que mostra a dificuldade de mais de 20 alunos do povoado Corujão, uma das 9 comunidades do Porjeto de Assentamento CIT Novo Horizonte, zona rural de Codó.

Desde que a comunidade se formou, eles se valem da sede da associação que também vira salão de festa, vez por outra. Ocorre que quando os adultos utilizam o espaço para suas atividades, as crianças e os adolescentes ficam sem aula, as vezes até por dois dias como revelaram. O problema é confirmado pelos pais que alegam também não terem opção já que precisam da sede.

Além disso, não há qualquer estrutura. A merenda (que tinha quando da visita da equipe da TV, suco com biscoito) é feita num fogão de barro, para fazerem suas necessidades fisiológicas os estudantes utilizam um banheiro de palha de coco babaçu. Aprender também é difícil porque, uma só guerreira professora, ensina quatro séries de ensino fundamental (no mesmo espaço, no mesmo horário)

Todos reclamam de promessas de construção de uma escola, claro, não cumpridas pelos políticos que por ali já passaram.

O Secretário de Educação, Jacinto Junior, informou à produção do JM1 que não há previsão de construção de uma escola para os alunos de Corujão.

Abaixo o vídeo da reportagem.

Deixe uma resposta