Veja como os comunicadores de Zito o defenderam hoje das acusações de Alberto Barros

As defesas do governo, por meio de seus comunicadores, passaram, hoje, 9, um pouco longe do âmago da questão denunciada pelo ex-assessor de comunicação, Alberto Barros – a situação do filho do prefeito, sem cargo, com alto poder de decisão nas compras e contratações da Prefeitura, mas Alberto sofreu bons arranhões.

Maozinha publicou na sua página na internet o impublicável, baixou tanto o nível que não podemos sequer reproduzir aqui suas palavras. Daniel Sousa, na rádio Mirante, foi mais inteligente colocando os ouvintes para opinarem a respeito da nova posição de Alberto e lá saiu de tudo. A maioria indo de encontro ao que disse o ex-assessor.

Entre as defesas mais contundentes, tivemos a de Jonas Filho. O apresentador disse que Alberto não disse ‘coisa com coisa’. Ora elogiou o genro do prefeito, ora o teria chamado de testa de ferro.

“Ele chama o genro do prefeito de pessoa maravilhosa e depois diz que o genro é um testa de ferro, dá um beijo e depois um tapa”, disse completando “Muita gente me mandando mensagem dizendo – Jonas ele não ta dizendo coisa com coisa, inclusive comentários dos próprios blogs que na sua maioria beneficiam a oposição, as próprias pessoas acharam que ele não disse nada com coisa nenhuma, eu acho que a população é muito espinhosa”, afirmou

VACILO DE MARCELO

Jonas criticou o fato de Marcelo Rocha, apresentador, ter mencionado uma mensagem de celular, algo impraticável uma vez que o programa fora, previamente gravado.

“Mas como é que pode receber uma mensagem, através do celular, se aquele programa era gravado? Esse programa entrou para a História por ser o primeiro programa do mundo gravado onde as pessoas mandam mensagens”, perguntou

WELLINGTON AO LADO DO PAI

Na opinião do apresentador do Cidade da Gente, Dr. Wellington tem mesmo que ficar ao lado do pai, pois quem mais ficaria? Jonas questionou o fato de Alberto ter sido considerado por Zito durante anos como um de seus melhores amigos e o resultado dessa confiança foi desastroso.

Assim sendo, que pelo menos o filho seja um amigo de verdade.

“Dr. Wellington Rolim, é claro que tem que sentar ao lado do pai dele, porque senão, vamos pensar o seguinte, quantos amigos o pai dele tem que se posicionaram ao lado dele? Zito Rolim jurava em qualquer ponto desse planeta que o apresentador que foi entrevistado no sábado era um de seus melhores amigos e veja o que aconteceu”, disse

ELES QUEREM A PREFEITURA

Alberto também não teria, na visão de Jonas, credibilidade para tecer críticas ao governo e, após esta entrevista, virou só mais um dentro de um grande projeto daqueles que querem apenas a Prefeitura.

“Porque você criticar uma coisa que você passou longos anos defendendo, brigando com unhas e dentes como um guerreiro, é triste você ver um guerreiro de cabeça baixa”, disse concluindo em seguida “é aquilo que eu digo aqui todos os dias, tudo isso faz parte, integrante, de um grande projeto daqueles que querem a Prefeitura”.

Deixe um comentário