Zito investe na construção de creches-modelo ProInfância e escolas de Ensino Médio

Prefeitura Municipal de Codó continua investindo de forma abrangente na educação pré-escolar. A construção das creches-modelo de São Raimundo, Vila Fomento, Codó Novo e Km 17 foi um compromisso assumido pela atual Administração desde o primeiro ano de governo. Empenhado em conseguir bons convênios com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para a construção de creches do Proinfância, o prefeito Zito Rolim objetiva dar uma estrutura educacional melhor para as crianças e sua vida estudantil. Dentro desse programa (Proinfância), o governo municipal conseguiu vários convênios para construção de creches em localidades da sede e zona Rural. Além disso, construída com recursos próprios, a escola da Vila Camilo II será inaugurada em breve

Como vai ficar
Como vai ficar

De acordo com o Secretário de Infra Estrutura, Márcio Esmero, o primeiro passo foi realizar, de forma alinhada com as orientações do Ministério da Educação, a transição para o novo conceito de creche, que passa a se chamar Centro Educacional.

Construindo
Construindo

“A criança, ao começar sua vida escolar, já terá uma toda uma infraestrutura e subsídios. Com educação adequada, que poderá usufruir desde o início, a criança terá estrutura digna para ter uma vida estudantil até chegar a vida acadêmica. A  idéia dessas creches é que as crianças tenham como formar uma boa base para a construção de um futuro brilhante”, explicou Esmero.

Seguindo os padrões do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e do ProInfância, as creches contarão com uma infraestrutura adequada para as aulas, atividades pedagógicas e de lazer. São quatro salas pedagógicas, sala de informática, berçários, cozinha, refeitório, pátio coberto, secretaria e sanitário para pessoas com deficiência, entre outros ambientes. Criado em 2007, o Proinfância tem como objetivo prestar assistência financeira ao Distrito Federal e aos municípios visando garantir o acesso de crianças a creches e escolas de educação infantil da rede pública.

Escolas de Ensino Fundamental e Médio

Por Nilton Messias (foto)
Por Nilton Messias (foto)

Além de investimentos na educação infantil, a administração Zito Rolim está construindo escolas modernas para o ensino médio no Km 17 e Povoado Monte cristo (Região do Barracão). As novas instalações da unidade de ensino serão divididas em blocos, com salas de aula, bloco administrativo e outro de serviços, com refeitório e banheiros. O pátio de recreação será amplo, com arquitetura imponente formando um grande quiosque central, onde o aluno tenha mais conforto dentro da escola.

A escola do Monte Cristo já conta com quatro salas de aula em fase de acabamento, para o ensino fundamental e médio. A Particularidade na escola do km 17 é a construção de uma quadra poliesportiva coberta, que irá desenvolver o esporte da comunidade e atividades esportivas dos alunos. A quadra vai ajudar a integração do km 17 nas competições municipais e regionais e será mais um ponto para a descoberta de talentos desportivos e valores humanos.

Raphael Fernandes

Assessoria de Comunicação – Governo Municipal de Codó 

14 comentários sobre “Zito investe na construção de creches-modelo ProInfância e escolas de Ensino Médio”

  1. Tem que aproveitar e mostrar a que veio, porque até o momento fez pouco! Acredito que dá tambem para terminar aquele prédio ali na rua do colégio Batista, antes que tenham que apear do poder

  2. Essa é mAIS UMA OBRA DE DILMA – PT 13. Veja quem foi quem emendou a verba para Codó. A prefeitura não tem moral nem de um PINTO para conseguir recursos em Brasilia.,pois não presta conta das verbas que recebe. Te cuida,olha a Policia Federal nos couros.

  3. Ainda tem gente q fala q o prefeito nao olha pra seu povo, pensando nas crianças em uma boa educaçao, sem falar na geraçao de mais empregos.Parabens Prefeito

  4. NENHUM MUNICIPIO RECEBE VERBAS SE NÃO ESTIVER COM TODOAS AS SUAS CONTAS EM DIA. CODÓ ESTÁ DANDO EXEMPLO PARA O RESTO DO MARANHÃO. PROCURE NO CADASTRO CAUC. PARABÉNS PREFEITO.

  5. SERIA BOM INVESTIR NA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO INVESTIR EM OBRAS BONITAS É SÓ UM ATRATIVO PARA INCENTIVAR OS ALUNOS IR A ESCOLA MAIS O PRINCIPAL ESTÁ SENDO DEIXADO DE LADO QUE É A QUALIDADE DO ENSINO Q É A PASSADO AOS ALUNOS EXEMPLO DISSO É A ESCOLA DO POVOADO LIVRAMENTO DA CIT QUE NAUM FUNCIONA MAIS TÁ LÁ UMA OBRA BONITA SÓ PQ FICA NA BEIRA DA MA 026,CODÓ-TIMBIRAS ENQUANTO ISSO OS ALUNOS DA BOA ESPERANÇA DA CIT FICAM ATRAVESSANDO O RIO DE CANOA PARA VIM PARA ESCOLA NA CAEIRA, CORRENDO RISCO DA CANOA VIRAR CM ELES NO MEIO DO RIO, ENQUANTO ISSO A ESCOLA ESTÁ LAH FECHADA MAIS É NA BEIRA DA BR TODO MUNDO V.

  6. otícias do Meio Jurídico – 25/03/2013 às 15h41
    Piauí já tem quatro prefeitos cassados das eleições de 2012. Veja os nomes
    Compartilhar
    Até agora se tem noticia da cassação do mandato de quatro prefeitos já em 2013: Simões, Isaias Coelho, Batalha e Brasileira. Nestas cidades se fala em nova eleição, dependendo apenas de decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), confirmando a decisão local.

    A prefeita de Brasileira Paula Miranda Amorim Araújo (PSB) foi cassada pelo juiz João Damasceno, de Piripiri. Outras três cidades do Piauí: Batalha, Simões e Isaías Coelho, a prefeitura está sendo administrada pelo presidente da Câmara Municipal.

    Desde 2009 até o ano passado, foram realizadas 25 eleições suplementares no Piauí. O número de cassação de prefeitos foi em torno de 55.
    Publicado Por: Daniel Silva

  7. 5/03/2013 – 18h39
    Anistia Internacional diz que escolha de Feliciano é ‘inaceitável’
    DO RIO

    Em nota divulgada ontem (24), a Anistia Internacional afirma que a escolha do deputado Marco Feliciano para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara é “inaceitável”, por suas “posições claramente discriminatórias em relação à população negra, LGBT e mulheres”.

    Feliciano diz que só deixaria comissão da Câmara se morresse
    Alvo de protestos, Feliciano irá à Bolívia tratar de corintianos

    Ailton de Freitas – 14.mar.13/Folhapress

    O deputado Marco Feliciano (PSC-SP); protestos cobram sua saída de cargo em comissão da Câmara
    Feliciano, eleito no início do mês para o cargo, é acusado por movimentos sociais de ser homofóbico e racista. Eles pedem a renúncia do parlamentar do comando da comissão. Feliciano nega as acusações e diz que apenas defende posições comuns aos evangélicos, como ser contra a união civil homossexual.

    “É grave que tenha sido alçado ao posto a despeito de intensa mobilização da sociedade em repúdio a seu nome”, diz a nota da Anistia.

    O texto prossegue afirmando que a Anistia Internacional espera que os parlamentares brasileiros “reconheçam o grave equívoco cometido” com a indicação de Feliciano e “tomem imediatamente as medidas necessárias à sua substituição”.

    A Anistia afirma ser essencial que integrantes da comissão “sejam pessoas comprometidas com os direitos humanos e possuam trajetórias públicas reconhecidas pelo compromisso com a luta contra discriminações e violações” e que “direitos fundamentais não devem ser objeto de barganha política ou sacrificados em acordos partidários”.

    Protestos contra Feliciano

    COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS

    Nesta terça-feira (26) acaba o prazo dado pelo presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), para que o PSC encontre uma solução para a comissão. Embora não diga publicamente, ele pressiona para que o partido convença Feliciano a renunciar.

    “Do jeito que está, situação da Comissão de Direitos Humanos e Minorias se tornou insustentável, disse Alves na última quinta-feira (21).

    Ontem, o presidente da Casa disse que a situação não avançou no fim de semana. “Não tive notícias.”

    Apesar de ter manifestado a colegas insatisfação com a permanência do pastor no comando da comissão, Alves tem dito, contudo, que não há margem regimental, como uma intervenção direta, para tirá-lo da presidência. Por isso, apelou à cúpula do partido.

    Em entrevista ao programa ‘Pânico’, da Band, gravada na semana passada, mas levada ao ar apenas ontem, Feliciano disse que só deixaria o cargo morto.

    “Estou aqui por um propósito, fui eleito por um colegiado. É um acordo partidário, acordo partidário não se quebra. Só se eu morrer”, disse o pastor.

    + CANAIS

  8. ESSA CRECHE DA VILA CAMILO NÃO FOI APROVADA PELO MEC ESTÁ FORA DO PADRÃO, ELA FOI CONSTRUIDA PARA CRIANÇAS DE ZERO A TRÊS ANOS MAIS COMO FOI FEITA COM RESTO DE MATERIAL ELA REPROVADA PELO MEC. QUE PENA DINHEIRO PÚBLICO JAGADO FORA, POR ESSE PESSOAL DA EDUCAÇÃO NÃO FALAM A VERDADE, PARA CONFERIR É SÓ ENTRAR NA CRECHE QUE A POPULAÇÃO IRÁ COMPROVAR QUE NEM OS BANHEIROS ESTÁ NO PADRÃO PARA RECEBER CRIANÇAS.

Deixe um comentário